Parking News

Inteligência Estratégica

A atuação dos sindicatos com o fim do imposto sindical

29/08/2017


Voltar


terceirizar-170

Por Jorge Hori*

As entidades sindicais, tanto as empresariais como as laborais, ainda estão sob o choque da "extinção do imposto sindical" e na esperança de uma Medida Provisória salvadora que, pelo menos, postergue a referida extinção.

A cada dia fica mais evidente que não será editada tal Medida Provisória. Ou se editada não restabelecerá a obrigatoriedade do imposto sindical - ainda que por prazo definido -, limitando-se a ajustes pontuais. Mas há os que defendem que esses ajustes podem ser feitos por decreto, não havendo necessidade de o Governo correr o risco de mais um desgaste tentando aprovar medidas que a maioria dos deputados é contra. Ainda que por opção estratégica eleitoral e não por convicção ideológica.

As entidades começam a se preocupar mais com a sua ação futura, com menos recursos, tendo que focar a sua atuação. A tendência será de limitar a sua atribuição principal: negociar as condições de trabalho.

Num primeiro momento as empresas filiadas tenderão a abandonar o respectivo sindicato, achando que conseguirão condições melhores para elas nos acordos coletivos do que seguir a convenção coletiva. Num segundo momento, tenderão a voltar ao sindicato, convencidas de que o custo da negociação direta poderá ser maior do que o da convenção.

Dependerá da reação e organização dos respectivos sindicatos laborais. Supostamente, a empresa terá vantagem comparativa se negociar um reajuste menor que o da convenção, assim como a redução de benefícios.

Enfrentará dois riscos: um de não conseguir contratar ou reter funcionários de melhor qualidade, outro de greves apenas na empresa.

O primeiro é o mais grave, na medida em que a atividade requer funcionários que manobram bens de terceiros, sendo o empregador responsável, perante o cliente, por eventuais avarias ou furtos.

A tendência maior será de redução do quadro de pessoal, substituindo os colaboradores por serviços automatizados.

Com isso reduzir as atividades de negociação sindical e abandonar o sindicato patronal.

Mas não dependerá só das suas decisões. Dependerá também da reação da outra parte, que tem um problema semelhante: como manter a filiação dos trabalhadores da categoria no sindicato?

Tanto um lado quanto outro perderão, momentaneamente, receitas. Poderão recuperar mais à frente, mas a questão crítica é a capacidade de sobreviver no interregno.

* Jorge Hori é consultor em Inteligência Estratégica e foi contratado pelo SINDEPARK para desenvolver o estudo sobre a Política de Estacionamentos que o Sindicato irá defender. Com mais de 50 anos em consultoria a governos, empresas públicas e privadas, e a entidades do terceiro setor, acumulou um grande conhecimento e experiência no funcionamento real da Administração Pública e das Empresas. Hori também se dedica ao entendimento e interpretação do ambiente em que estão inseridas as empresas, a partir de metodologias próprias.

NOTA:

Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do SINDEPARK.


Outras matérias da edição


Veja os resultados da pesquisa de estacionamentos nos Jardins – Parte 1

Para que as empresas do setor de estacionamentos possam ter uma visão ampla do mercado atual, auxiliando-as na gestã (...)


Câmara vota lei que muda a cobrança em estacionamento (Campinas/SP)

A Câmara Municipal de Campinas votou ontem (28), em segunda discussão, o substitutivo total do projeto de lei nº 17/201 (...)


Projeto determina obrigatoriedade de seguro em estacionamentos de Osasco (SP)

Tramita na Câmara Municipal de Osasco um projeto de lei (PL) que prevê a obrigatoriedade da contratação (...)


Zona Azul grátis para grávidas, idosos e deficientes volta à pauta (Osasco/SP)

Idosos, gestantes e pessoas com deficiência podem ganhar isenção de pagamento de tarifa do estacionamento rotativ (...)


Shopping aplica ‘multa moral’ contra uso irregular de vagas (Mogi Das Cruzes/SP)

Para reduzir a incidência do uso irregular de vagas exclusivas, o Mogi Shopping iniciou a emissão de multas mo (...)


Estacionamento na Zona Azul sofrerá mudanças a partir de 1º de setembro (Jaguariúna/SP)

Para aumentar a rotatividade no número de vagas de carro pela cidade e para facilitar o acesso de pessoas ao comércio, a Pr (...)


Projeto prevê multa para flanelinha (Campinas/SP)

Visando inibir a presença de flanelinhas nas ruas de Campinas, tramita na Câmara um projeto de lei do vereador Marcelo Silva ( (...)


Licitação da Zona Azul prevê contrato estimado em R$ 9,8 milhões (Barretos/SP)

A prefeitura de Barretos abriu concorrência pública para concessão do serviço de estacionamento rota (...)


Câmara de BH discute normas para estacionamentos (MG)

Com as vagas para carros nas ruas da região central de Belo Horizonte cada vez mais escassas, os est (...)


Com novo aplicativo, Cettrans quer cobrar EstaR das motocicletas (Cascavel/PR)

Na segunda quinzena de agosto, a Gazeta do Paraná publicou matérias que relatavam as mais recentes mudança (...)


Um apelo diante de Área Azul fora do ar (Porto Alegre/RS)

Relatando uma situação sem graça alguma, um bilhete bem-humorado visto através do para-brisa do (...)


Estacionamento Rotativo de Três Lagoas tem novas regras (MS)

As novas regras da Zona Azul em Três Lagoas entraram em vigor nesta segunda-feira (28). O serviço do estacioname (...)


Deputado quer banir o “não nos responsabilizamos” de estacionamentos (Alagoas)

O deputado Inácio Loiola (PSB) quer banir dos estacionamentos (pagos e gratuitos) de estabelecimentos comerciais e simil (...)


Procon registra grande diferença nos preços de estacionamento em JP (PB)

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) realizou pesquisa de preços para estacioname (...)


Alteração na taxa de juros do BNDES contribuirá efetivamente para reduzir o deficit público, aponta FecomercioSP

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) av (...)


Balança comercial registra superávit de US$ 4,6 bi na parcial de agosto

A poucos dias do fechamento do mês, a balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 4,696 bilh&o (...)


Cadastre a sua empresa no Sindepark

Clique Aqui