Parking News

Geral

STF decidirá sobre estacionamento grátis para idosos

05/12/2017


Voltar


vagaidoso-116

A concessão, por leis estaduais, de gratuidade ou descontos em estacionamentos privados – como os de shopping centers – é objeto de mais uma ação de inconstitucionalidade ajuizada no Supremo Tribunal Federal. Na ADI 5.842, autuada nesta segunda-feira (4/12), a Associação Brasileira de Estacionamentos (Abrapark) contesta lei do Rio Grande do Norte, de 2010, que proibiu a cobrança desse serviço das pessoas portadoras de deficiência ou maiores de 60 anos.

Na petição inicial, a Abrapark não se limita ao argumento de que a Constituição Federal (artigo 22) “delimita expressamente a competência privativa da União para legislar sobre Direito Civil”. Mas ressalta que “ao obrigar o fornecedor a conceder período de gratuidade a determinado grupo de consumidores pela prestação de um serviço privado, é evidente que o legislador limita o seu direito de propriedade, interferindo diretamente no exercício da sua atividade econômica e em cláusulas contratuais firmadas, exclusivamente, entre o fornecedor e o consumidor usuário do estacionamento”.

“Independentemente de o usuário do serviço ser idoso ou portador de deficiência, a responsabilidade civil das empresas de estacionamento é a mesma”, afirma o advogado da associação, Marco Sampaio de Souza.

PRECEDENTE

No ano passado (18/8), no julgamento de ação da Confederação Nacional da Indústria (ADI 4.862), nove dos 11 ministros do STF decidiram, por 6 votos a 3, pela inconstitucionalidade de lei do Paraná que tabelava os estacionamentos privados.

A maioria foi formada por Gilmar Mendes (relator), Roberto Barroso, Rosa Weber, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Marco Aurélio. Os ministros Edson Fachin, Luiz Fux e Ricardo Lewandowski ficaram vencidos, por entenderem que – naquele caso – havia competência concorrente da União e dos estados, tendo em vista o princípio constitucional da defesa do consumidor (artigo 170, “Ordem Econômica”), que estaria em pé de igualdade com os princípios da livre concorrência e da propriedade privada.

Não estavam presentes àquela sessão de agosto de 2016 os ministros Celso de Mello e Teori Zavascki.

O ministro Roberto Barroso, ao julgar procedente a ação da CNC, fez, no entanto, uma distinção entre inconstitucionalidade material e formal. A seu ver, a lei estadual do Paraná não seria “formalmente inconstitucional” em termos de proteção ao consumidor, mas “materialmente inconstitucional”, porque o controle de preços viola a livre iniciativa.

Na ação agora ajuizada pela Abrapark – e que só deverá ser julgada no próximo semestre – não se discute “controle de preços”, mas extensão das proteções previstas em leis federais, como o Código Brasileiro de Trânsito (Lei 9.503/97) e o Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/2015).

Fonte: jota.info, 4 de dezembro de 2017


Outras matérias da edição


Estacionamentos e as tendências do setor imobiliário

Por Jorge Hori* A nova tendência do mercado imobiliário é o lançamento de e (...)


Sindepark convida para o Almoço com o Presidente

À frente de um dos sindicatos mais importantes no Estado de São Paulo, Marcelo Gait sabe o quanto é importante e (...)


O que o Sindepark pode fazer por sua empresa

A missão do Sindepark, como sempre afirmamos, é apoiar e auxiliar na gestão eficiente das empresas do seto (...)


FecomercioSP aponta aumento do faturamento do setor de serviços

Destacamos alguns resultados da Pesquisa Conjuntural do Setor de Serviços do Município de São Paulo, elaborada pela As (...)


Prefeitura quer terceirizar estacionamento regulamentado (Santos/SP)

A Prefeitura de Santos repassará à iniciativa privada os serviços relacionados à operação, (...)


Multas por desrespeito à Zona Azul disparam em 2017 (SP)

As multas por estacionamento irregular em vagas de Zona Azul dispararam na cidade neste ano. Entre janeiro e agosto, houve um aumento de 70% (...)


Projeto que fraciona cobrança dos estacionamentos é vetado (Passo Fundo/RS)

Por meio da alegação de inconstitucionalidade e vício formal, o Executivo vetou totalmente o Projeto (...)


EstaR chegará a 10,4 mil vagas (Maringá/PR)

A finalização da licitação dos radares de velocidade abriu caminho para a informatização (...)


Zona azul custará R$ 2 por hora em Balneário Camboriú (SC)

A prefeitura de Balneário Camboriú lançou o edital de licitação para contratar uma empresa para ge (...)


Os calos dos rotativos (Vitória/ES)

Com a implantação do estacionamento rotativo na Serra, que passou a operar dia 27 de novembro na avenida Cent (...)


Vendas de veículos crescem 10% até novembro

As vendas de veículos leves cresceram 10% no acumulado de janeiro a novembro na comparação com mesmo per (...)


Mercado vê corte na Selic e eleva expectativa de PIB maior

O mercado manteve a expectativa de corte de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juros nesta semana e continua vendo nov (...)


Cadastre a sua empresa no Sindepark

Clique Aqui